sábado, 23 de junho de 2012

Essa vida bandida...

Pra você que achava que sua vida ia seguir às mil maravilhas quando entrasse na faculdade, deixa eu lhe avisar desde já: esquece! Não se iluda, meu caro amigo, pois existe uma coisa terrível, vinda do submundo para assombrar todo e qualquer universitário: o fim do semestre. E o mais interessante é que ele começa a acabar já na metade. u_u Nem vou me dar ao trabalho de contar quantas provas eu vou fazer, quantos textos preciso ler e quantos exercícios de estatística vou ter que revisar. Capaz de passar do espaço que tenho pra fazer a postagem.
No geral, era mais isso que eu queria dizer. Estou estudando feito louca, com cada vez menos vontade de postar e atualizar a criança. -- Possivelmente passaremos por reformas totais muito em breve. Falomermo!
Beijocas leitores e sim, estou bem viva. Por enquanto.

sábado, 12 de maio de 2012

Uma pausa pra respirar.

Antes de mais nada, acho muito importante registrar que é a terceira vez que tento escrever esse post. Se não sair, não sei mais o que faço de mim. u_u
Olá, olá, queridos leitores! Sou só eu, ou ficamos todos às moscas por aqui? Se eu lhes disser que foi falta de tempo, é a mais pura mentira - ainda que eu passe mais tempo na faculdade do que na minha casa. Não sei dizer o que me impediu de escrever até agora - se foi a falta de vontade, se foi a preguiça, se foi o simples não saber de onde começar. Eu tinha até planejado uma postagem bem bonitinha e colorida, cheia de fotos e coisas legais pra contar, mas não sei se estou tão afim de fazer isso, pra ser sincera. Eu só senti vontade de escrever. 
Aconteceu tanta coisa nos últimos tempos, que nem sei o que eu falo e o que deixo de falar. Aconteceu muita coisa mesmo, pra falar a verdade... Não fiquei inativa, muito pelo contrário - ando escrevendo como nunca! Eu diria que estou numa fase criativa do meu eu, com muito pano na manga, se é que me entendem! 8D Só tá faltando é mão na massa mesmo, haha! Mas, vamos por partes, por partes.
Já fazem cerca de três meses que saí da minha cidade. Peguei uma amizade com minha avó que nunca pensei que tinha: ela respeita muito o meu espaço, entende quando quero ficar sozinha e, ainda assim, é muito agradável conversar com ela. Me sinto mal que não possamos passar tanto tempo juntas já que eu consegui a proeza de, logo no primeiro ano, lotar todos os meus horários com a faculdade. Já me enfiei em projetos de extensão, em debates, em congressos, em filmes, em aulas de idiomas... é uma loucura! x_x'' Mas, apesar da confusão toda, minha vida aqui é bem agradável. Gosto das pessoas, gosto da minha casa e odeio até a morte o clima dos infernos que essa cidade tem. :)
Quanto à minha vida universitária, se eu disser que está tudo lindo é a mais pura mentira. Estou toda amedrontada com a questão das minhas notas e estou já tendo as provas - já tive uma de estatística quarta passada, e sinto que não terei boas notícias dela. Meu plano de ser uma boa aluna na faculdade foi por água à baixo logo nas primeiras semanas, quando notei que não ia dar conta de ler todos os textos que os professores colocam nos malditos cronogramas - quem foi o gênio que inventou essa coisinha dos infernos, aliás? Seja como for, consigo entregar todas as tarefas na data, então ando me contentando com isso. Mesmo insatisfeita, e não gostando de algumas aulas/matérias, preciso dizer que adoro ir pra faculdade. Odeio acordar cedo, desgosto dos meus coleguinhas e estou até estressada com as avaliações chegando, mas não consigo não me sentir "em casa", se é que me entendem. É tudo muito lindo - éssidois total.
Também comecei a fazer aula de mandarim! A pronúncia é um pouco complicada - e os ideogramas são infernais -, mas estou conseguindo lidar com isso. Já aprendi algumas palavrinhas, mas estou perdida com os ideogramas e as traduções, já que não consigo tempo pra resolver as tarefas... mas ok, essa semana fiquei mais animada com a aula e até me enturmei com algumas pessoas - só pra constar, o mandarim é oferecido pela Unesp, mas é aberto a pessoas de fora, da comunidade. Enfim, fiquei satisfeita com isso. :D Também já me enfiei num projeto de extensão muito bacana, onde fazemos várias atividades com crianças de um bairro meio isolado aqui da cidade. Importante ressaltar que, por isolado, vocês devem entender distante mesmo, e não uma favela cheia de traficantes e afins. É quase como morar em um shopping center: eles têm quase tudo o que precisam na região, então fica meio desnecessário sair do bairro pra vir até o centro da cidade, por exemplo. Mas é um bairro periférico, de qualquer forma. nada que me surpreenda: é só encarnar a "aluna de escola pública" que existe dentro de mim e já estou em casa, haha! xD
Nos últimos dias comecei a sentir falta de casa. Talvez porque este é o primeiro dia das mães ao longo de minha vida que vou passar longe da minha Mãe. Mandei um presente, uma carta, ela chorou e tudo o mais, mas ainda sinto que não foi o suficiente. Fiquei surpresa em como isso me abalou - eu não posso tocar no assunto, e já começo a chorar -, já que eu mal pensava em casa e tudo o mais. Essa coisa de ser uma pessoa mais contida e/ou sensata me deixa meio bad de vez em quando, eu acho. Nada com que eu não consiga lidar - loooonge disso! Acho que vou falar com ela amanhã, pelo Skype, e sei que ela está feliz com o presente, mas não consigo deixar de pensar que não pude fazer o suficiente por ela, e isso me incomoda muito. É em momentos assim que eu me dou conta de quanto amo a minha família - era sempre tão normal tê-los ali, que o simples fato de saber que não posso falar com eles quando bem entendo é um pouco incômodo, ainda que não passássemos tanto tempo juntos. Mas acho que estamos levando muito bem a coisa - é divertido trocar memes e piadas com meu pai no facebook, haha!
Tem outras coisas que também têm deixado meu humor instável. Algumas pessoas que andam entrando e saindo da minha vida, e algumas que saíram pra nunca mais voltar e resolveram das as caras, sem motivo, do nada. Ando escrevendo muito sobre isso, mas parece que não adianta "pôr pra fora" se não for "pra elas", se é que me entendem (puxa, mas como sou repetitiva com certas expressões! o_õ). Estou lidando com isso aos poucos, ainda que falar do assunto não tenha ajudado muito. Ando ouvindo muitas músicas expressivas, eu diria! :B Quem sabe elas aparecem por aqui, mais tarde.
Falando nessa coisa de escrever, os leitores não sabem, mas eu tenho outro blog! É, pasmem, meus queridos! >:D Não é nada de muito especial... o povo bem sabe que adoro escrever textos assim, como hobby mesmo, e acabei fazendo esse blog - já faz uns bons anos, aliás - pra postar essas besteiras momentâneas que faço. O problema é que ele anda mais atualizado que esse aqui, haha! xD De qualquer forma, queria só deixar o endereço, pra que vocês visitem de vez em quando: http://yuki-no-youni.blogspot.com. Possivelmente vou deixá-lo na página de links também - aliás, preciso avisá-los de que eu ainda não arrumei minhas páginas internas desde a mudança de url, então tem bastante coisa desatualizada por aí. Nada que vocês não consigam superar, eu espero. :B
Enfim. Nada bonito nem informativo, mas é isso aí, uma pausa rápida dessa minha vida turbulenta pra respirar um pouquinho. Beijos nos corações, queridos leitores! :*



Ouvindo Fallen by Sarah McLachlan

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Adeus, São Paulo!

Daqui a algumas horas, estarei entrando em um ônibus com destino a Assis, minha nova casa. :)
Minhas malas estão prontas - são enormes, só poder Deus! - e minha passagem está comprada. Fiz um estoque de animes épicos pra aguentar as semanas sem internet, já que não tenho muito o que fazer na casa da vovó. xD
Eu tinha ensaiado um post bonito e poético, mas, enfim, o que deu pra fazer foi isso aqui. :x
Desejem-me sorte, queridos leitores! :) Minha vida nova começa amanhã, a partir das 5h! Porque é meu horário previsto de chegada... xD
Kisses para todos! o/

sábado, 28 de janeiro de 2012

Yes, I did it :)

PASSEI! NA PRIMEIRA CHAMADA! *O*/


Não que eu tenha nada melhor pra dizer depois dessa. Se é que me entendem. 8D
E sim, eu vou. As malas já estão sendo feitas!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

A volta épica de Shana! Ou não.

SOBREVIVI! É a perfeita descrição de como foi meu ano de vestibulanda. Só por Deus! Aprendi muita coisa, não só em conteúdo, mas pra vida. Nesse aspecto foi maravilhoso, cresci muito e aprendi muito com os outros e comigo mesma. Mas, ainda assim...
Paguei meus pecados. Realmente. ==' Entrei de férias na última semana de dezembro, mas o cansaço foi tanto que eu nem quis olhar pra página de postagem do blogger. Nesse tempo todo em que desapareci - quase que literalmente, heim? - aconteceram algumas pequenas revoluções em minha vida. Algumas não, várias, infinitas, tremendas. Agora já dá pra dizer que a poeira assentou - pelo menos, parece. Nem sei se terei ânimo - diga-se de passagem, estou morrendo de preguiça - para continuar essa postagem até o final. x_x''
Vamos do começo, que é o mais prudente.

Não passei na fuvest. Não cheguei nem a ir pra segunda fase na verdade. No fundo, não fiquei deprimida. Chegando o fim do ano, eu não aguentava mais nada; cabulei aula, não estudei, amaldiçoei o prédio do cursinho todo santo dia até o último, mandei meio-mundo pro inferno internamente. Se tivesse que passar por três dias de prova dissertativa, acho que ia pular da ponte no último - porque sou muito certinha pra fazer isso antes da prova. Prestei outras universidades, estou empolgada com elas. Os resultados saem todos na semana que vem - daí, venho aqui contar. :)

A url do blog mudou. Sei que muita gente vai demorar pra encontrar, mas, a Becky não tem mais um domínio, e eu não sou dessas que sai pedindo pra gente que mal conhece um "lugar pra ficar". Consegui me virar no free - de alguma forma, hoje em dia é bem mais fácil de fazer isso. Estou até gostando da ideia, se querem saber, embora a url me incomode um pouco - ficou meio engraçada, na minha singela opinião. Nada que eu não supere, de qualquer forma. Eu acho.

Não estou mais roendo as unhas. Quem me conhece, sabe que essa é uma mania que sempre relutei e muito pra largar, e não está sendo nada fácil - já estraguei meu esmalte um monte de vezes porque mordi sem perceber. Mas, as unhas estão durando! Já vai fazer uma semana, se não me engano. Não sei de onde saiu minha motivação, só sei que deu vontade de parar. Como faço isso desde de criança, é muito comum colocar a mão na boca sem nem notar, mas tenho segurado a vontade. Depois disso, eu nunca mais falo nada dos fumantes - não que eu já falasse, mas, agora é que não reclamo mesmo! x-x

Fui traída. Mas no sentido total da palavra. Não se confunda, continuo eternamente solteira: foram amigos meus que me "apunhalaram" pelas costas. Se bem que, a essa altura, não sei se posso chamar essas pessoas assim, não seria certo. Não vou me fazer de vítima nem fazer uma novela, contar histórias e camuflar o nome das pessoas para proteger minha integridade - ou a delas -, não. Só achei que era necesserário dizer. Acho importante não esconder nada de ninguém, e todo mundo sabe que eu sempre solto os cachorros por aqui. Mais que isso, esse foi um dos acontecimentos que me ajudou a crescer esse ano, aprendi muito com isso. Passei por algumas semanas infernais por causa da confusão que isso gerou, mas agora estou vendo quem é que realmente fica quando a poeira assenta, como diz minha música predileta do The Fray. Separando o joio do trigo, como diz meu pai. Já não fico mais me contendo para não magoar o próximo - s enão gostei de algo ou acho que deve ser dito, falo mesmo. Modéstia a parte, trabalh muito esse meu lado. Quem convive comigo sabe que não sei mentir, sou uma negação nessa arte. :x Mas gosto assim. A verdade, sempre, nua e crua.

Shakugan no Shana está no fim! Siiim, queridos leitores, é com muito pesar que lhes dou esta notícia! çwç Meu anime predileto, o maior e melhor anime de todos os tempos - caham - está finalmente em sua reta final! TwT Mal posso acreditar, não sei como vou sobreviver depois disso. Talvez eu não consiga, e, muito em breve, verão meu nome nos jornais, "a fã que pulou da ponte". Essa terceira temporada (entitulada "Shakugan no Shana III ~Final~") está de matar, muitas coisas acontecendo, muitas emoções a cada episódio. Não podia ser diferente, é claro. Estou ansiosa para ver o final, mas também com aquele aperto no coração. Coisa de fã, vocês devem saber. *-* Muitas emoções!

De resto, estou em casa, de férias por tempo indefinido, lendo pilhas de mangás, vendo mil animes e assistindo até a doramas, para tirar o atraso desse ano. Nada de muito mais interessante. Não pretendo me manifestar quanto a essas leis americanas, até porque não tenho tanto conhecimento sobre elas, também não vou falar da Luiza que voltou do Canadá e nem reclamar da política e do caso do Rafinha Bastos, nem de nada. Só vou falar da minha vida desanimada e sem-graça. Mas que eu adoro! :)

Aproveito para postar um vídeo lindo, de um filme que vi este ano. Sinceramente? Não recomendo. Não gostei do final. Esse tras uma lição importante, na verdade, mas é triste, e acabei de decepcionando um pouco. O character design não é lá grande coisa, a trilha sonora não é a mais graciosa que você ouviu, mas pode ser um filme importante na construção do seu caráter. Sem mais. :) Se quiser arriscar, se chama 5 Centimeters Per Second, uma alusão à velocidade com que cai uma pétala de Sakura (Flor de Cerejeira).
Beijos pra quem fica! o/~ Ja ne!






Ouvindo Sakura do Ikimono Gakari